Mancha Alvinegra - 38 anos



Hoje a mais temida completa 38 anos. Os parabéns da NetBafo e de toda a família comercialina ao Torcida Mancha Alvinegra, por sempre representar o nosso Leão do Norte, apoiando incondicionalmente nosso Comercial FC. 

GRÊMIO RECREATIVO TORCIDA MANCHA ALVI-NEGRA

Depois do falecimento do grande Salim Nassif (presidente da TUC – Torcida Uniformizada do Comercial), em 26 de maio de 1983, o Leão do Norte ficou sem nenhuma torcida organizada ou movimento parecido de apoio incondicional ao clube.

Durante os anos de 1984 até 1986, três torcedores apaixonados pelo Bafo estreitaram uma ótima amizade: Márcio Canassa, Adélio Gomes (Paraná) e Claudio Puya (Claudião). E o assunto de suas conversas era único: reorganizar a torcida do Comercial.

Em uma tarde, se encontraram por acaso no estádio Palma Travassos e, sentados em um banco que ficava na entrada do túnel de acesso ao gramado, decidiram que iniciariam um movimento para agitar os torcedores e, com uma faixa de 25x2m com os dizeres TORCIDA UNIDOS DA JOIA, foi usada uma única vez com a intenção de unir a torcida.

Depois da faixa, a torcida precisava de um nome forte, pois estaria ali nascendo a maior torcida organizada de Ribeirão Preto.

Paraná sugeriu o nome de MANCHA ALVINEGRA e o restante dos torcedores deu total apoio a iniciativa.

E no sábado de 05 de abril de 1986, Márcio, Paraná e Claudio foram pra Sertãozinho em um fusca para buscar bambus para colocar nas bandeiras e prepará-las para o Come-Fogo, que seria no dia 04 de maio.

O primeiro jogo da Torcida aconteceu no dia 06 de abril, entre Novorizontino e Comercial, dia que os torcedores ficaram no estádio escutando o jogo pelo radinho.

O primeiro Come-fogo aconteceu no mês seguinte, com empate por 2x2 fora de casa, mas a Mancha Alvinegra já começava a mostrar seu potencial.

A história mais marcante ocorreu também em 1986. Márcio e Paraná pediram para Miguel Said Netto e Maurílio Biagi um ônibus para acompanhar o jogo entre Juventus x Comercial, que aconteceria na capital. O Comercial precisava muito da vitória e precisava de apoio. A torcida do Leão, não foi somente um ônibus, mas com 52 ônibus lotados de Comercialinos, a Mancha também esteve presente na partida.

A Mancha Alvinegra já confeccionou três grandes bandeirões, que marcaram presença nos estádios por anos.

MANCHA ALVINEGRA 38 ANOS


Comentários

Veja também

Leão perde jogo treino e 4 são dispensados

Após título, atacante está bem perto de retornar

Entrevista - Presidente Campanelli